12 setembro 2017

Férias no Caribe - Cartagena das Indias

Olá Luxuosas, tudo bem?

Hoje vou compartilhar com vocês minha experiência no Caribe. (hummm). Vamos lá. Nas minhas férias eu escolhi fazer um tur pela cidade histórica de Cartagena das Indias, Colômbia e também na ilha de San Andrés.

Quando eu me programei pra viajar fiz algumas pesquisas em blogs e sites, para obter informações, mas não consegui muita coisa e tive que aprender na pratica mesmo, rsr. 

Preparando as malas

Tanto Cartagena quando San Andrés são locais bem quentes, por estar próximo a linha do Equador. Porem, San Andrés e mais úmido o que facilita a vida. Já Cartagena e quente mesmo. Você não pode se esquecer de levar protetor solar fator bem alto, roupas leves e claro documentação. Muitas pessoas disseram que não seria necessário passaporte, mas eu usei o meu varias vezes. 

Se o seu voo fizer conexão em Bogotá a noite ou de madrugada não se esqueça de levar roupa de frio. eu não sabia desse detalhe e quase congelei. Bogotá e muito frio.

Passeios

As prais de Cartagena não são bonitas. Você terá que fazer passeios de barco para conhecer as praias paradisíacas que tem por la. Eu visitei a Praia Blanca que e muito famosa e muito bonita. A água tem temperatura muito agradável e e muito azul, mas os vendedores ambulantes incomodam.


Eu queria muito ver os golfinhos então fechei o pacote que ia para o aquário, mas para quem não tiver interesse existem outras opções.

Também visitei a Isla Del Encanto que faz parte do arquipélago do Rosario. O passeio ficou em torno de 150 mil pesos por pessoa com comida e translado incluso. O lugar 'e tao lindo que vale a pena o investimento.






Na parte histórica da cidade tem a cidade Amuralhada. Existem muitas lojas para fazer compras, mas o local não tem um cheiro muito agradável. Também existem varias opções de restaurantes com vista maravilhosa para o por do sol e atrações noturnas. 







Informações gerais: 

* o valor dos passeios para as ilhas nominadas variou entre 150 e 160 mil pesos, por pessoa, todos com as refeições inclusas. Na chegada é informado que, para aqueles que não comem peixe, sendo feita a solicitação naquele momento, é possível optar por carne de gado ou frango; 

* fora o valor cobrado nas agências de viagens há o imposto de 7 mil pesos por perna, para entrar no complexo de Islas del Rosário. O imposto deve ser pago pelo próprio turista, no porto. É exigido o valor de 14 mil pesos por pessoa, por passeio. Tenha o dinheiro sempre em mãos. 

* em todas as ilhas particulares nos foram oferecidos artigos de artesanato produzidos pelos nativos. Não são insistentes, mas a maioria vende apenas alguns adereços simples e sem qualquer apelo. 

* o tipo de lancha e seu comportamento no mar varia de acordo com o empreendimento a ser visitado, mas em todos os casos há preocupação com a segurança. Todos recebem e são obrigados a usar coletes salva-vidas em boas condições, que devem ser mantidos afivelados, inclusive em bebês de colo. Em caso de mar excessivamente revolto é feito um desvio por um braço de rio, saindo de mar aberto e navegando em águas mais calmas até o encontro com a Baía de Cartagena (não esqueça, sua definição de mar revolto pode ser bem diferente da conhecida pelos colombianos). 

Como a cidade de Cartagena não possui praias de areias claras e águas cristalinas, embora sejam próprias para banho, os passeios diários são altamente recomendados para aqueles que não passarão algum período hospedados em resorts de praia. 

No próximo post conto pra vocês como foi minhas experiências em San Andrés.

Um grande Beijo Luxuosas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário